O ex-presidente Lula (PT) confirma que irá ao México no início de fevereiro, onde será recebido pelo presidente mexicano Andrés Manuel López Obrador. Mas, apesar de ter recebido convite para posse da presidente eleita de Honduras, Xiomara Castro, o líder petista não irá ao evento que acontecerá no dia 27 de janeiro em Tegucigalpa, a capital hondurenha. No final de 2021 Lula fez viagens internacionais para a Alemanha, Bélgica, França, Espanha e Argentina. A ideia do comando de campanha do petista é que ele viaje este ano para o México, Estados Unidos, Rússia, China e Europa novamente, para contato com líderes internacional.

         Xiomara é mulher do ex-presidente Manuel Zelaya, que foi deposto em 2009 e passou quatro meses refugiado na embaixada brasileira, durante o segundo governo Lula. Após o abrigo na embaixada brasileira, Manuel Zelaya ficou exilado na Nicarágua até 2011, quando voltou a Honduras e fundou o Libertad y Refundación, partido de esquerda pelo qual sua esposa concorreu à Presidência daquele país Centro-Americano.

         Xiomara foi eleita em novembro do ano passado com 51,5% dos votos, derrotando o direitista Nasry Asfura, que foi apoiado pelo atual presidente, Juan Orlando Hernández, que está terminando seu segundo mandato sob acusação de envolvimento com tráfico de drogas nos Estados Unidos.

A última viagem internacional de Lula foi para a Argentina

Deixe uma resposta