A atriz Alinne Moraes, em entrevista à revista Claudia fez questão de reforçar seu voto no ex-presidente Lula e de deixar claro sua insatisfação com o governo do presidente Jair Bolsonaro (PL).

            Filha de uma professora, ela contou que a mãe ganhava pouco mais que o suficiente para colocar comida na mesa. Para ela, é impossível não se recordar dos tempos em que os governos brasileiros (Lula e Dilma) ajudavam os mais pobres, o oposto do atual. Com um posicionamento e pensamentos fortes sobre política, Alinne reforçou seu voto em Lula, avisou que é contra o governo do presidente Jair Bolsonaro e espera vê-lo fora da presidência em 2023.

            “Minha mãe ganhava 9 reais a hora/aula e passou a ganhar 12. Não parece muito, mas é. As políticas sociais colocaram carne no prato. Espero que não faltem vacinas, que o Bolsonaro caia e que as pessoas não desperdicem seu voto. A gente precisa tombar o Bolsonaro. E a pessoa que é capaz de tombar esse homem é o Lula”, afirmou.

Deixe uma resposta