A pouco mais de oito meses para a eleição presidencial, o ex-presidente Lula (PT) reúne nesta terça-feira (18/01), na Fundação Perseu Abramo, em São Paulo, com os ex-ministros da Saúde dos governos petistas: Agenor Álvares, Alexandre Padilha, Arthur Chioro, Humberto Costa, José Gomes Temporão e Saraiva Felipe, para avaliarem a saúde pública brasileira e em especial possíveis ações para enfrentamento à pandemia Covid-19. Lula reuniu na semana passada com economistas notáveis do PT.

         A um olhar mais desatento, essas reuniões podem parecer apenas mais uma daquelas reuniões para acumulação de experiências. No entanto, embora ninguém do PT declare, são reuniões cuja preocupação são mais profunda e pragmáticas. Lula e o PT não querem ser pegos de “calças curtas”, caso o resultado da eleição presidencial confirme o que as pesquisas estão registrando: Lula será eleito em primeiro turno, no dia 2 de outubro.             Nesse caso, no dia seguinte, portanto, daqui a 8 meses 14 dias, esses caras que estão reunindo hoje já comerão a comandar e direcionar as ações que devem ser implementadas a partir do dia 1º de janeiro de 2023.  Isso é Lei!

Portanto, Lula continua no foco de não seguir os caminhos do governo atual. No dia 13 de janeiro, o petista postou: “Bolsonaro continua tratando o covid com descaso. Só um psicopata como Jim Jones seria capaz de repetir as insanidades de Bolsonaro no enfrentamento da pandemia”.

        Jim Jones (James Warren) foi o fundador e líder da seita Templo dos Povos, famoso por conduzir ao suicídio/assassinato 918 seguidores em novembro de 1978, em Jonestown, Guiana, além do assassinato do congressista Leo Ryan e de quatro mortes adicionais em Georgetown, capital guianense.

            Logo, como Lula não deseja ser “um psicopata como Jim Jones”… fique de olho nessas reuniões e saberás como serão os primeiros dias do muito provável terceiro governo Lula.

Franco Silva: Direto do lago Sapucuá para o Amazon News

Deixe uma resposta