A modelo e rainha da escola de samba carioca Unidos da Ponte, Ana Carolina Lekker, que posou com uma camiseta estampada com o rosto do ex-presidente Lula e escrito embaixo “Lula 2022”, durante a preparação para o ensaio fotográfico destinado à capa da revista Playboy da África do Sul, disse à coluna do jornalista Guilherme Amado, do site Metrópoles que usou a camiseta para demonstrar o quanto é importante para ela e que também deve ser para os brasileiros a eleição presidencial deste ano.

            “Eu vejo que Lula é uma pessoa que pode combater o fascismo do Bolsonaro, o que ele representa, que é uma ameaça à população negra, LGBTQIA+, indígenas e mulheres. Eu quis mostrar o que é importante para o Brasil e para mim neste ano. Cresci no governo Lula. Eu morava com meus pais e comecei a ter acesso a coisas simples que antes eram consideradas luxo. Mas o meu maior choque foi a volta da miséria. Parece que voltamos ao que o Brasil era antes do governo do PT”, afirmou a modelo, que mora na Espanha.

Deixe uma resposta