Mesmo contra vontade, lideranças do mercado financeiro brasileiro já se deram conta da imensa probabilidade do ex-presidente Lula (PT) ser eleito até mesmo no dia 2 de outubro, em primeiro turno. Nesta quarta-feira (19/01/2022), por exemplo, o Ibovespa emplacou o segundo dia consecutivo de alta. Fechou em 1,26%, aos 108 mil pontos. Em janeiro a Bovespa já subiu mais de 3%. Vários analistas do mercado de capitais chegaram a afirmar que o resultado da quarta-feira, na Bovespa, deveu-se à fala de Lula durante entrevista coletiva que o petista deu a sites da chamada mídia independente.

            O destaque da Bovespa vem sendo os negócios da Companhia Vale, que negocia minério de ferro, principalmente a partir do Projeto Carajás, no Sudeste do Pará. Nos dois últimos dias as ações da Vale subiram 2,2%. Para os analistas do mercado, tal fato deve-se a valorização das commodities ( negócios de produtos brutos ou com pouca industrialização, como o caso do minérios de ferro, que a Vale praticamente retira do solo paraense e embarca em direção à China).

            Mas não só isso. O fator Lula pode impulsionar os negócios com commodities com a China e aqui entra também a produção de alimentos do Agronegócio. A China é o principal parceiro mundial do Brasil e apesar dos ranços com o governo Bolsonaro, continua comprando (porque precisa de alimentos e minério de ferro) e vendendo produtos industrializados para o Brasil, principalmente insumos industrial à Zona Franca de Manaus.

            Mas os chineses podem aumentar consideravelmente esse intercâmbio comercial, caso o Brasil tenha um governo mais próximo dos interesses da China no mundo. Lula tem esse perfil. Mais exportações significa mais grana no Brasil e nos bolsos dos brasileiros. Mas emprego. Mas renda. Mas grana para o governo viabilizar políticas sociais. Com grana no bolso é bem mais fácil administrar uma casa ou um governo. Isso Lula sabe bem e por isso também suas viagens internacionais.

            Até a eleição o petista deve viajar para o México, Estados Unidos, Rússia, China e vários países europeus. Há muito interesse político nessas viagens. Mas há também muitas articulações em vista de futuros negócios comerciais. Lula quer chegar chegando em 2023. Não quer perder muito tempo. Quer chegar como quem chega para continuar um serviço inconcluso e que sabe como continuar e por onde começar.

            Por essas e outras, ainda que alguns líderes do mercado de capitais falem ao contrário, o fator Lula nos negócios já são vistos a “olhos nus”. No mercado de juros futuros, por exemplo, os contratos para janeiro de 2023 já caíram quatro pontos-base a 12,04%. E todos estão apostando no perfil de mascate de Lula para aumentar as vendas de minério de ferro e alimentos para a China. Por isso as ações da Vale estão valorizando. Bom pro Brasil. É isso!

Franco Silva: Do lago Sapucuá para o Amazon News

One thought on “Fala de Lula já é responsável por fazer Bolsa de Valores subir e dólar cair em janeiro”

Deixe uma resposta