O senador Renan Calheiros (MDB/AL) fez post no Twitter, neste domingo (23/01), querendo saber quanto o ex-juiz Sergio Moro recebeu da consultoria norte-americana Alvarez & Marsal, para prestar serviços de orientações jurídicas a companhias investigadas pela operação Lava Jato do Paraná, onde o próprio Moro atuou, até 2020, como juiz responsável pelos processos contra as empresas investigadas, quando abdicou do cargo para ser ministro de Justiça do governo Bolsonaro e que, ao deixar o ministério assumir os serviços na consultoria norte-americana, destinados a recuperação judicial das empresas que ele (Moro) havia condenado enquanto juiz.

        “Nunca foi mais apropriadamente a célebre frase de Nelson Rodrigues: “por trás de todo paladino moral, vive um canalha”. Falta saber quanto Sérgio Moro embolsou para corromper o sistema judiciário para estar onde está agora: ensandecido por poder”, escreveu o senador.

            De acordo com o jornal Folha de São Paulo, a consultoria jurídica norte-americana Alvarez & Marsal, que contratou os serviços do ex-juiz Sergio Moro (Podemos) já recebeu R$ 42 milhões de companhias investigadas pela operação Lava Jato do Paraná, onde o próprio Moro, até 2020, atuou como juiz responsável pelos processos contra as empresas investigadas.

Deixe uma resposta