Há pelo menos 4 anos os brasileiros desejam que o ex-presidente Lula (PT) seja novamente presidente da República.

Uma pesquisa do Instituto Datafolha divulgada na quarta-feira (31/01/2018) pelo jornal “Folha de S.Paulo”, por exemplo, deixava claro a preferência pelo petista para ocupar a cadeira presidencial no Palácio do Planalto.

         Em cinco possíveis cenários de 1º turno, Lula aparecia com possibilidades de vencer a eleição de 2018 no 1º turno e com larga vantagem sobre o segundo colocado, o agora presidente Jair Bolsonaro. Em possível segundo turno, Lula venceria todos os eventuais candidatos.

         Portanto, apesar da forte pressão política iniciada em 2014 dentro do Congresso Nacional. Apesar da pressão exercida pela banda podre do Ministério Público Federal, do poder Judiciário e da Polícia Federal, que resultaram no golpe de Estado contra o governo Dilma Rousseff e também na prisão ilegal de Lula, o PT e Lula resistiram e poucos arranhões sofreram junto à opinião pública, mesmo com os grandes meios de comunicação levando à sociedade capas de jornais, capas de revistas e telejornais as mais severas informações negativas, muitas delas tendenciosas, por anos contra o PT e Lula.

         Assim, após cerca de oito anos das mais sórdidas pressões e covardes ataques sobre si sua família, hoje, Lula venceria a eleição presidencial exatamente por um percentual parecido com o qual venceria ha três anos, coisa de 65% dos votos válidos.

         Veja os resultados dos cenários pesquisados em janeiro de 2018:

Cenário 1 (Sem Marina Silva, João Doria, Henrique Meirelles e Luciano Huck):

  •  
  • Lula (PT): 37%
  • Jair Bolsonaro (PSC): 16%
  • Geraldo Alckmin (PSDB): 7%
  • Ciro Gomes (PDT): 7%
  • Joaquim Barbosa (sem partido): 5%
  • Alvaro Dias (Podemos): 4%
  • Fernando Collor de Mello (PTC): 2%
  • Manuela D´Ávila (PCdoB): 1%
  • Paulo Rabello de Castro (PSC): 1%
  • João Amoêdo (Partido Novo): 1%
  • Guilherme Boulos (sem partido): 0
  • Branco/nulo/nenhum: 17%
  • Não sabe: 3%

Cenário 2 (Sem Marina Silva, João Doria, Luciano Huck e Joaquim Barbosa)

  • Lula (PT): 36%
  • Jair Bolsonaro (PSC): 18%
  • Geraldo Alckmin (PSDB): 7%
  • Ciro Gomes (PDT): 7%
  • Alvaro Dias (Podemos): 4%
  • Manuela D´Ávila (PCdoB): 2%
  • Fernando Collor de Mello (PTC): 2%
  • Henrique Meirelles (PSD): 1%
  • João Amoêdo (Partido Novo): 1%
  • Paulo Rabello de Castro (PSC): 1%
  • Guilherme Boulos (sem partido): 0
  • Branco/nulo/nenhum: 19%
  • Não sabe: 3% 
Luiz Inácio Lula da Silva

Cenário 3 (Com Marina Silva e Luciano Huck, sem João Doria e Joaquim Barbosa)

  • Lula (PT): 34%
  • Jair Bolsonaro (PSC): 16%
  • Marina Silva (Rede): 8%
  • Luciano Huck (sem partido): 6%
  • Geraldo Alckmin (PSDB): 6%
  • Ciro Gomes (PDT): 6%
  • Alvaro Dias (Podemos): 3%
  • Fernando Collor de Mello (PTC): 1%
  • Manuela D´Ávila (PCdoB): 1%
  • Henrique Meirelles (PSD): 1%
  • João Amoêdo (Partido Novo): 1%
  • Paulo Rabello de Castro (PSC): 1%
  • Guilherme Boulos (sem partido): 0
  • Branco/nulo/nenhum: 14%
  • Não sabe: 2%
  •  

Cenário 4 (Sem Geraldo Alckmin (PSDB), com João Doria (PSDB), e sem Henrique Meirelles (PSD), Joaquim Barbosa e Luciano Huck)

  • Lula (PT): 35%
  • Jair Bolsonaro (PSC): 17%
  • Marina Silva (REDE): 10%
  • Ciro Gomes (PDT): 7%
  • Alvaro Dias (Podemos): 4%
  • João Doria (PSDB): 4%
  • Fernando Collor de Mello (PTC): 2%
  • Manuela D’Ávila (PCdo B): 1%
  • João Amoêdo (Partido Novo): 1%
  • Paulo Rabello de Castro (PSC): 1%
  • Guilherme Boulos (Sem partido): 0
  • Em branco/nulo/nenhum: 16%
  • Não sabe: 2%

Cenário 5 (Sem João Doria (PSDB), com Michel Temer (MDB) e Rodrigo Maia (DEM)

  • Lula (PT): 34%
  • Jair Bolsonaro (PSC): 15%
  • Marina Silva (REDE): 7%
  • Geraldo Alckmin (PSDB): 6%
  • Ciro Gomes (PDT): 6%
  • Luciano Huck (Sem partido): 5%
  • Joaquim Barbosa (Sem partido): 3%
  • Alvaro Dias (Podemos): 3%
  • Fernando Collor de Mello (PTC): 1%
  • Michel Temer (MDB): 1%
  • Henrique Meirelles (PSD): 1%
  • Rodrigo Maia (DEM): 1%
  • Manuela D´Àvila (PCdoB): 1%
  • Paulo Rabello de Castro (PSC): 0
  • João Amoêdo (Partido Novo): 0
  • Guilherme Boulos (Sem partido): 0
  • Em branco/nulo/nenhum: 12%
  • Não sabe: 3%

O Datafolha fez 2.826 entrevistas entre 29 e 30 de janeiro. A margem de erro é de dois pontos para mais ou para menos.

Simulações de 2º turno:

  • Lula 49% X Alckmin 30%
  • Lula 49% X Bolsonaro 32%
  • Lula 47% X Marina 32%

Franco Silva: Direto do lago Sapucuá (Oeste do Pará)

Deixe uma resposta