Em entrevista à Rede de Rádios Paraná (RDR), na manhã desta quinta-feira (03/02) o ex-presidente Lula (PT) afirmou que caso seja eleito presidente da República, pretende eliminar o sistema de reajuste de preços de combustíveis, atualmente chamado de dolarizado porque utiliza a cotação do preço internacional do barril de petróleo para ajustar os preços do gás de cozinha e da gasolina, por exemplo.

        “Nós não vamos manter o preço da gasolina dolarizado. É importante que o acionista de Nova York receba seus dividendos quando a Petrobras der lucro, mas eu não posso enriquecer o acionista e empobrecer a dona de casa que vai comprar um quilo de feijão e paga mais caro por causa da gasolina. É importante que a gente saiba que a Petrobras tem que cuidar do povo brasileiro”, afirmou.

Aumentar refino para controlar preço

        Lula também indicou que pretende equilibrar o preço dos combustíveis com o aumento da capacidade de refino de petróleo no Brasil, que segundo ele está 30% ociosa.

        “Eu estava fazendo. Estávamos construindo o Comperj (Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro) no Rio de Janeiro, a refinaria de Pernambuco, uma refinaria no Ceará, uma refinaria no Maranhão e tínhamos concluído uma refinaria Clara Camarão no rio Grande do Norte, que produzia gasolina para avião”.

        “E por que a gente estava fazendo isso? Porque o Brasil é um país continental e tinha descoberto a maior jazida de petróleo do século 2021 (o pré-sal) e que o Brasil não queria ser exportador de óleo cru. O Brasil queria se exportador de derivados. Por isso deram o golpe na Dilma”.  

Brasil importa gasolina dos Estados Unidos

        “Veja que coisa absurda. Estamos pagando gasolina a preço do dólar. A gente está pagando diesel a preço do dólar. Isso seria compreensível se o Brasil não fosse um país autossuficiente. Se o Brasil tivesse importando porque não tivesse petróleo. Mas o Brasil tem petróleo. O Brasil é autossuficiente em petróleo”.

        “Hoje tiramos petróleo a 6 mil metros de profundidade, quase que ao mesmo preço do preço do petróleo tirado na Arábia Saudita. Somos competitivos”.

         “Hoje nós temos mais de 400 empresas privadas importando gasolina dos Estados Unidos. A gente hoje não está refinando aquilo que a gente precisa. Estamos com cerca de 30% de nossa capacidade de refino ociosa”.  

        “Porque a irresponsabilidade de quem está dirigindo é entregar para a iniciativa privada para comprar gasolina dos Estados Unidos e vender para nós a preço de dólar. No Rio de Janeiro o litro da gasolina já está R$ 8,00”.

        “Os coitados dos motoristas de caminhão que batem lata por essas estradas não conseguem ganhar dinheiro porque gastam tudo com do óleo diesel. Não é possível que o Brasil tenha um governo que não gosta do Brasil. Ele fala pátria amada para quem cara pálida? Não é para o povo brasileiro. O país está abandonado. Porque esse presidente não entende de nada a não ser falar bobagem, falar asneiras. É um país da insanidade, governado por esse homem (Bolsonaro)”, afirmou o petista.

Deixe uma resposta