Em entrevista ao jornal O Globo deste domingo (13/02). O cantor de samba Martinho da Vila firma que votará no ex-presidente Lula e se o petista pedir ele está pronto para fazer campanha para o amigo. “Vou votar no Lula, com certeza. “Para os amigos eu faço tudo. Para os inimigos, nada”, ressaltou.

Bolsonaro impulsiona o racismo

            Martinho também afirmou que o presidente Jair Bolsonaro (PL) é uma pessoa que dá “maus exemplos” e que vê relação entre os casos de racismo recorrentes no país nos últimos anos com a postura do governo federal, pois Bolsonaro “não dá bons exemplos, ele dá maus exemplos. “A função do chefe é dar exemplos. Eles não vêm de baixo, vêm de cima. Quem toca as coisas é o chefe da família, o chefe da nação”, declarou.

            Para Martinho da Vila, o racismo “é uma doença terrível”, mas, “é uma doença curável”. “Ninguém nasce racista. Aprende a ser racista. E, se aprende a ser, pode aprender a amar o próximo. O racismo está forte. E agora, com a internet, as pessoas podem fazer agressões e ficar escondidas. Então, os racistas botaram as asinhas de fora”, declarou.

Deixe uma resposta