Em entrevista à Rádio Progresso nesta quinta-feira (17/02), o ex-presidente Lula (PT) analisa como parte da sociedade mais rica do Brasil recebeu os anúncios de programas sociais como o ‘Luz Para Todos’ e Minha Casa Minha Vida, realizados durante seus governos e voltou a criticar o alto preço da energia elétrica.

“Não confundam. Eu não estou bravo. Estou indignado com o que eles estão fazendo com este país. Agora mesmo vão querer privatizar a Eletrobras para aumentar mais (o preço) da energia elétrica. Para deixar o povo mais no escuro. É por isso que fizemos o (programa) Luz Para Todos. Foram mais de 15 milhões de pessoas beneficiadas”.

“Nós investimos mais de 20 bilhões para levar energia para o povo, porque o pobre também tem direito de ver televisão de ter geladeira, de ter uma bomba d’água de ter uma casa de farinha. Não é só o rico que tem direito de ver televisão. O pobre também tem direito”.

“Então quando nós decidimos fazer esses programas (Luz Para Todos, Minha Casa Minha Vida) diziam que o Estado estava gastando muito. O não estava gastando. O Estado estava investindo”.

“Porque consideravam que tudo o que é para o rico é investimento e tudo feito para o pobre é gasto. Vamos inverter isso. Tudo o que for para o pobre será investimento, porque melhorar a saúde do pobre, melhorar a educação do pobre, melhorar a moradia do pobre é investimento em uma sociedade mais sadia, um uma sociedade mais humana, em uma sociedade mais alegre, em uma sociedade mais amorosa e não em uma parcela da sociedade de milicianos toda com ódio como a gente está vendo hoje no Brasil. Essa minha indignação é que vai fazer com que a gente conserte este país”, afirmou Lula.

Deixe uma resposta