A julgar pelas últimas pesquisas eleitorais, o PT e aliados já garantem pelo menos 13 senadores da República, ou 48,14% das 27 cadeiras em disputas. Da região Nordeste deve sair o maior apoio ao petista, caso eleito para o seu terceiro governo. Lá, PT e aliados devem eleger todos os nove novos senadores. Entre as outras boas possibilidades, estão os Estados do Acre, São Paulo, Minas Gerais e Amazonas.

São “favas contadas”, as eleições do governador da Bahia, Rui Costa (PT), governador do Ceará, Camilo Santana (PT), governador do Maranhão, Flávio Dino (PSB), governador do Piauí, Wellington Dias (PT), governador de Alagoas, Renan Filho (MDB) e o candidato petista (ainda não definido) em Pernambuco.

Paraíba

Na Paraíba, pesquisa eleitoral realizada no final de janeiro pelo Instituto Datavox traz o ex-governador Ricardo Coutinho (PT) na liderança da corrida pela vaga no Senado. Coutinho tem 21% e seu concorrente mais próximo, o deputado Efraim Filho, aparece com 11,3%.

Alagoas

Senador Renan Calheiros, Lula e Renan Filho

Em Alagoas, o governador Renan Filho (MDB), que não pode concorrer porque já está em seu segundo mandato, é o favorito na eleição ao Senado, com até 43,9% dependendo do cenário pesquisado, superando o atual senador Fernando Collor (Pros), que tentará se reeleger. O senador Renan pai (MDB/AL) é um antigo aliado de Lula e já reuniu nos últimos dias com o petista.

Sergipe


Em Sergipe o PT integra a base governista e Lula e a direção nacional do PT trabalham para que não haja rompimento. O foco maior é o Senado e deputados federais.

Rio Grande do Norte

Na pesquisa do Instituto Seta de janeiro, Carlos Eduardo (PDT) lidera com 20,7% das intenções de voto, com Fábio Faria em segundo com 15,4%, seguido por Rogério Marinho com 10,6%. Jean Paul (PT) aparece em quarto com 8,2%. Mas lá, caso Jean Paul seja candidato à sua reeleição, o petista contará ao seu lado com a força de Lula e da governadora Fátima Bezerra (PT).

Acre

No Acre, nas últimas pesquisas estimuladas, o ex-senador e ex-governador do PT, Jorge Viana, aparece liderando com 22% das intenções de voto; seguido por Alan Rick, do Democratas, com 15% e Márcia Bittar com 13%.

Minas Gerais

Pesquisa do Instituto F5 Atualiza Dados registra empate técnico na liderança, dividida pelo deputado estadual Cleitinho Azevedo (Cidadania), com 10,3%, e o deputado federal Reginaldo Lopes (PT), com 8,3%. Caso tudo ocorra dentro do esperado, Lula e o prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil (PSD) deverão impulsionar a candidatura de Lopes.

São Paulo

Em São Paulo, tudo caminha para que o ex-governador Márcio França (PSB) seja o candidato ao senado na chapa do ex-prefeito da capital, Fernando Haddad (PT). Com a possibilidade do ex-governador Geraldo Alckmin virar o candidato a vice na chapa de Lula, aumentam as chances de Haddad ser eleito governador de São Paulo, ainda no primeiro turno, haja vista que deve unir a esquerda em seu entorno, com Guilherme Boulos concorrendo a uma vaga na Câmara dos Deputados.

Amazonas

Lula e lideranças políticas do Amazonas, Omar `a direita de Lula ( camisa azul clara)

No Amazonas, pesquisa Perspectiva divulgada nesta terça-feira (08/03) traz o senador Omar Aziz (PSD) com 24,7% empatado tecnicamente com o ex-prefeito de Manaus Arthur Neto (PSDB) com 23,9%. Bem atrás o candidato do presidente Jair Bolsonaro, Coronel Menezes com 14%.

Nesta segunda-feira (07/03), ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) esteve em Manaus. Ele fez uma parada técnica no Amazonas ao retornar de viagem ao México e aproveitou o desembarque para um rápido encontro com lideranças locais.

Na reunião fechada à imprensa no hangar do Governo do Amazonas, no aeroporto Internacional Eduardo Gomes, Lula conversou com o senador Omar Aziz (PSD). Mas Arthur Neto nos últimos anos também gravita entorno de Lula.

Franco Silva – Direto do lago do Sapucuá (Amazônia)

Deixe uma resposta