O ex-presidente Lula (PT) disse na manhã desta quinta-feira (24/03), em entrevista ao jornal Super N 1ª Edição, da rádio Super 91,7 FM, que trabalha para formar aliança em Minas Gerais com o prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil (PSD). Em Minas, segundo todas as pesquisas, Lula lidera a corrida à Presidência da República, enquanto para governador do Estado, Kalil figura em segundo lugar, na disputa com o governador Romeu Zema (Novo), que busca a reeleição.

No entanto, quando o nome de Kalil é associado como sendo o candidato de Lula, Kalil passa à frente, principalmente porque entram as intenções de votos do interior de Minas, onde o petista tem seu melhor desempenho. Para ceder essa força à Kalil, Lula quer o deputado federal, Reginaldo Lopes (PT).

“O Kalil precisa de mim, eu preciso do Kalil e se nós dois nos juntarmos, faremos uma chapa muito forte em Minas Gerais”, disse.

“Temos que levar em conta que o PT quer ter senador da República, o companheiro (Reginaldo Lopes) está brigando para ser candidato pelo PT. Tenho conversado com o Kalil, a verdade é que a eleição de Minas é importante para o PT, para o PSD, estou levando em conta a necessidade de ter conversa com o Kalil. Vai ter que ter definição até 2 de abril, está polarizado entre minha candidatura e do atual presidente e aí entre o atual governador e o Kalil. Isso vai ter que ser acertado, não quero dizer o que vai acontecer, temos muito cuidado com as palavras na política”, afirmou Lula.

Lula precisa de Kalil e Kalil de Lula

Pesquisa do instituto Real Time Big Data divulgada na terça-feira passada, mostrou o governador Romeu Zema com 40% e Kalil com 23%. Situação que se inverte e Kalil fica à frente de Zema, quando aparece como o indicado de Lula.

Lula é muito forte no interior mineiro, tem em torno de 45% das intenções de votos, justamente onde Kalil apresenta maior fragilidade eleitoral, por ser menos conhecido. Além do cacife de Lula, o deputado federal Reginaldo Lopes (PT/MG), aparece na frente das intenções de votos com 13% para a vaga do Senado. O segundo colocado, o ex-ministro do Turismo Marcelo Alvaro (União Brasil) ficou com 6%.

Kalil deve deixar a prefeitura de Belo Horizonte nesta sexta-feira (25/03) deste mês de março. Lula só está esperando a data para conversar com o prefeito.

Deixe uma resposta