Diz a lei da física, provada pela lógica, que é impossível dois corpos ocuparem o mesmo espaço ao mesmo tempo. É mais ou menos isso que vem acontecendo no círculo de amizades do casal Lula-Janja.  Se fosse dentro de um reality show, como por exemplo dentro do BBB se diria que a formação do casal está causando a maior treta dentro da ‘casa’ – Não entre o casal Lula e Janja que segue no maior amor e com um pé no altar. Mas o rebuliço que a morena tem causada no antigo círculo de amizades do ex-presidente petista, onde parte desse grupo já acusa Janja de “participar demais” dos rumos aos quais Lula e PT devem seguir (Aviso importante: caso você não goste de fofoca pare de ler aqui).

Para amigos de Lula e Janja, o que incomoda uma ala do petismo é o fato de Janja ter renovado o círculo mais próximo de amizades de Lula. Gente que antes era ouvida e frequentava as conversas mais reservadas de Lula agora foi substituída pela “agenda” de Janja, que tem amizades no meio artístico e passou a carregar Lula”, garante a coluna Radar da revista Veja.

Eu mesmo que moro no lago Sapucuá, nos confins da Amazônia, com pouco conhecimento que tenho do casal, poderia dizer que é coisa da Veja, quem nunca gostou de Lula, que quer manter o Bolsonaro no poder, porque negociou com o governo de Jair Bolsonaro, há menos de um ano, uma dívida de mais de R$ 830 milhões e teve perdão de R$ 581 milhões (70% de bônus), negociação essa, em que a Editora Abril, proprietária da revista deixou penhorada as marca de várias revistas suas entre elas, a Veja, como garantia de pagamento da milionária dívida dividida em 10 longos anos.

Mas dessa vez parece não de tratar de teoria de conspiração. Seja qual for o motivo, o burburinho já incomodou Janja ao menos uma vez. Ano passado a “dona do pedaço”, chegou a ir nas suas redes sociais para mandar um “beijinho do ombro” dos recalcados.

A “dona do pedaço”

Na verdade, Janja vem despontando como uma guerreira ao lado de Lula. Quando o petista estava preso em Curitiba, mandava carta a Lula todos os dias.  Hoje atua como militante, articuladora em áreas como de movimento de mulheres, de proteção de animais e nas redes sociais. Em muitos momentos suas iniciativas já chegaram a viralizar nas redes sociais, como na divulgação da memorável foto em que Lula expõe as pernas bem malhadas em uma noite cearense.

Ainda quando Lula se encontrava preso, Janja já era conhecida como a “dona do pedaço” e já exercia certa influência sobre tradicionais dirigentes petistas.

Coube a ela, por exemplo, transmitir aos correligionários que Lula não admitiria a progressão da pena para o regime semiaberto. “O presidente não quer deixar a cadeia com tornozeleira eletrônica: isso ele não admite de forma alguma”, disparou ela. “A liberdade não virá assinada pelos que fraudaram a Justiça”, reforçou a noiva em suas redes sociais no dia 29 de setembro de 2019, ao comentar o pedido do Ministério Público Federal do Paraná, assinado pelo procurador da República, Deltan Dallagnol. O primeiro a receber a informação foi o ex-prefeito de São Paulo, Fernando Haddad.

Fake News e dívidas

Mas como tudo tem um preço, Janja sofre ataques não só de “fogo amigo”, mas também de certos setores da mídia e grupos bolsonaristas. Na semana passada a revista Veja publicou um artigo falando sobre possível dívida da Janja junto à Receita Federal, Caixa Econômica Federal e um condomínio residencial. A noiva de Lula teve que se explicar nas redes sociais. Na sequência vieram aos fake News bolsonaristas

“Fabricar fake news em série é a principal estratégia bolsonarista para tentar encobrir os desastres do governo Bolsonaro e atacar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Desesperados em meio a escândalos de corrupção e profanação religiosa que envolvem Jair Bolsonaro, Milton Ribeiro (ministro da Educação recém-desligado da pasta) e pastores evangélicos, integrantes da milícia bolsonarista operam a todo vapor. A mais nova onda de fake news diz respeito a Rosângela da Silva, a Janja, noiva de Lula”, publicou o site oficial de Lula.

“Ataques à família do ex-presidente não são novidade. São recorrentes fake news sobre uma suposta Ferrari de um filho, ou sobre uma fazenda milionária de outro, ou ainda sobre um terceiro filho que teria zombado do preço da gasolina. Todas mentiras, verificadas inclusive por agências de checagem”.

“A fake news da vez afirma que Janja seria foragida da Justiça. É, obviamente, mentira: como poderia uma foragida cumprir agendas públicas, com destino certo e monitorável e residência fixa? Janja não apenas não é foragida como não tem acusações na Justiça. Os foragidos da Justiça são os blogueiros apoiadores de Bolsonaro que participam de agendas nos EUA com ministros de Estado brasileiro enquanto fogem da cadeia”, diz o site de Lula.

Chico Buarque é padrinho.

No meio desse fogo cruzado, Lula e Janja seguem seu romance e devem casar até o final do ano. Ao menos é o que diz o petista. Nos bastidores já se sabe inclusive que um dos padrinhos será nada mais, nada menos que o cantor, compositor e escritor Chico Buarque de Holanda. Desse jeito, Janja vai ter que passar a Lua de Mel mandando “beijinho no ombro pros recalcados”.

Franco Silva: Direto do lago Sapucuá (Amazônia)    

Deixe uma resposta