Dados da pesquisa realizada pelo Instituto Ver a pedido da Rádio Itatiaia de Minas Gerais, divulgada nesta terça-feira (19/04) mostra que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) lidera a corrida eleitoral pela Presidência da República entre os eleitores mineiros e que Lula ficou com a maior “fatia” dos eleitores do ex-juiz Sergio Moro, colocando-o com 56% dos votos válidos (excluindo brancos, nulos e abstenções) no primeiro turno da eleição presidencial.

No cenário sem o nome do ex-juiz federal e ex-ministro Sergio Moro, curiosamente, quem acaba subindo mais nas pesquisas é Lula. Ele aparece com 46% das intenções de voto contra 28% de Bolsonaro. Ciro Gomes tem 4%, Janones, 2%, Simone Tebet e Eduardo Leite, tem 1%. 

Com o nome de Moro incluso na pesquisa estimulada, o petista fica com 44% das intenções de voto. Bolsonaro tem 27%, Sergio Moro (União), com 4%, Ciro Gomes (PDT), com 3%, André Janones (2%), João Doria (PSDB) e Simone Tebet (MDB) tem 1%. O candidato do partido Novo, Luiz Felipe D’Ávila não pontuou. 

Eleitores que afirmaram que votarão branco, nulo ou em ninguém somam 9%. Os que não sabem ou não responderam são 9%. A pesquisa da Rádio Itatiaia/Instituto Ver foi realizada entre os dias 14 e 17 de abril.

Rejeição

A pesquisa também mediu a rejeição aos nomes dos candidatos apresentados aos eleitores. O que possui o maior índice de eleitores que não votariam de jeito nenhum é João Doria (PSDB), cuja rejeição é de 64%. Moro tem rejeição de 63% e, Bolsonaro, de 62%. Lula tem rejeição de 42%, menor que a de Ciro Gomes (55%), Eduardo Leite (52%), Felipe D’Avila (48%) e Simone Tebet (44%). André Janones tem a menor rejeição dentre todos os presidenciáveis (36%). 

Segundo turno

Lula também leva vantagem em um eventual segundo turno contra Bolsonaro. São 52% das intenções de voto contra 30% do atual presidente. A pesquisa foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) no dia 13 de abril com o número 08181/2022 e ouviu 1.500 pessoas entre os dias 14 e 17 de abril. A margem de erro é de 2,5% e o intervalo de confiança é de 95%.

Deixe uma resposta