O Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) determinou que o ex-senador Delcídio do Amaral indenize o ex-presidente Lula (PT) por danos morais. De acordo com a decisão do juiz Mauricio Tini Garcia, Delcídio acusou o petista, sem provas, de obstruir investigações da Lava Jato em sua delação premiada. Pelo crime, Delcídio do Amaral terá que indenizar Lula em R$ 10 mil. A informação é da jornalista Mônica Bergamo no jornal Folha de São Paulo.

À Justiça de São Paulo, Lula pediu reparações afirmando que foi afetado em sua dignidade e integridade moral em virtude das falsas acusações de Delcídio e pediu uma indenização de R$ 1,5 milhão. ​

O juiz considerou o montante desproporcional, mas acatou o pedido de ressarcimento por danos morais.

De acordo com o magistrado, as acusações de Delcídio não buscaram esclarecer a dinâmica da suposta conduta criminosa praticada por Lula, mas ocultar a sua própria prática.

“O que se tem é a violação da honra do autor [da ação, Lula] a partir de ato ilícito perpetrado pelo réu [Delcídio]”.

“Sobre o autor ainda pesa a pecha que lhe foi imputada pelo réu, e tal pecha é veiculada cotidianamente em redes sociais e páginas de opinião de veículos jornalísticos”, afirma o magistrado.

Deixe uma resposta