Pesquisa Genial/Quaest realizada entre os dias 5 e 8 de maio e divulgada nesta quarta-feira (11.05.22) registra crescimento de 2% na preferência do eleitor pelo ex-presidente Lula (PT). Segundo o levantamento, realizado a pouco mais de quatro meses para as eleições, o ex-presidente Lula continua com a possibilidade de decidir o pleito no primeiro turno.  No entanto, em eventual segundo turno, o petista teria 54% (61,4% dos votos válidos), superando em 20% (22,8% dos votos válidos) sobre Jair Bolsonaro que fecharia o 2º turno com 34% (38,6%). Tendência de Lula é de crescimento.

Nos votos válidos são dispensados os votos brancos e nulos e as abstenções, que não possuem nenhum valor para eleger candidato algum.

Segundo o analista político Ademir Nogueira, há grandes possibilidades das próximas pesquisas indicarem números ainda mais animadores para Lula, porque os eleitores já terão recebidos a grande influência do ato de lançamento da chapa e também as ações políticas que o petista está realizando em Minas Gerais.

“Certamente Lula e seus simpatizantes terão mais boas notícias nos próximos dias. São eventos bem sucedidos e que provavelmente terão grandes impactos sobre os eleitores. É importante Lembrar que Minas Gerais é o segundo maior colégio eleitoral do país e por lá o ex-presidente petista já liderava, mesmo antes da viagem. Nesses momentos começam a acontecer os efeitos “manada” onde o ambiente político começa a influenciar os demais a seguirem na mesma direção, principalmente quem ainda está indeciso”, pontua Nogueira.   

O que diz a pesquisa

Lula em visita a Juiz de Fora (MG) nesta quarta-feira

A pouco mais de quatro meses para as eleições o ex-presidente Lula continua com a possibilidade de decidir a eleição presidencial no primeiro turno. De acordo com pesquisa Genial/Quaest, divulgada nesta quarta-feira (11.05.22), Lula teria no primeiro turno 46% dos votos totais, o que representa 51,1% dos votos válidos. A soma dos votos de todos os possíveis candidatos totalizaria 44% dos votos totais ou 48,9%. Isso daria ao petista vitória no dia 2 de outubro, data do primeiro turno.

Em eventual segundo turno Lula teria 54% contra 34% de Bolsonaro.

De acordo com o levantamento, se o primeiro turno da eleição fosse nesta quarta-feira, Lula teria 46%, Bolsonaro 29%, Ciro 7%, Doria 3%, Janones 3%, Tebet 1% e D´´Avila 1%. Luciano Bivar não pontuou.

Os que dizem que irão votar em branco, anular ou deixar de votar somam 6%. A proporção dos indecisos é de 3%.

A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos. Duas mil pessoas foram entrevistadas face a face entre os dias 5 e 8. O levantamento tem 95% de confiança. Ou seja, se 100 pesquisas fossem realizadas, ao menos 95 apresentariam os mesmos resultados dentro desta margem.A pesquisa foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o protocolo BR-01603/2022.

Deixe uma resposta