Preocupados com a necessidade de eleger o ex-presidente Lula (PT) ainda no primeiro turno, artistas e políticos deixam seus tradicionais aliados de pleitos anteriores para fortalecer a campanha do petista. É o caso do ex-senador Aloysio Nunes (PSDB) que declarou voto a Lula nesta sexta-feira, apesar de seu partido possuir candidato à Presidência e do cantor e compositor baiano Caetano Veloso, que no primeiro turno da eleição de 2018 apoiou Ciro Gomes (PDT). “O segundo turno já começou”, disse Nunes.

À noite foi a vez de Caetano encontrar Lula para declarar seu voto no petista.

“Boa conversa com,@PaulaLavigne e @randolfeap sobre cultura, meio ambiente e o Brasil mais feliz que queremos. #VamosJuntosPeloBrasil”, postou Lula em suas redes sociais.

Em 9 de março, um grupo de artistas liderado por Caetano foi ao Congresso para o “Ato pela Terra”. Eles afirmam que o Brasil vive hoje o “momento mais grave da agenda socioambiental desde a redemocratização”.

“Juntos por um Brasil Feliz de Novo!! Caetano teve um encontro com presidente @LulaOficial ,para manifestar seu apoio à candidatura do ex-presidente. O encontro aconteceu hoje a noite em São Paulo! Caetano Veloso!!! Ex-eleitor de Ciro!”, postou a internalta

@EstherThedoro

Caetano e Lula com senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP)

Deixe uma resposta